ACONTECE NA FASAP

A ESPECIALIZAÇÃO PRECOCE NO DESENVOLVIMENTO ESPORTIVO INFANTIL

Segundo Ramos e Neves (2008), a especialização precoce decorre de rigorosos comportamentos inadequados no âmbito infantil, onde o principal objetivo é o desenvolvimento máximo da criança no meio esportivo. A prática da modalidade sem as devidas atividades motoras dentro do meio esportivo, na maioria das vezes acarretará no abandono.

Santana (2005 apud RAMOS e NEVES, 2008) aborda alguns riscos que a especialização precoce pode causar, tais como o estresse da competição, onde se observa muito o sentimento de insegurança e medo, decorrido da constante prática competitiva. Outro fator é a saturação esportiva, em que a criança mostra sinais de desânimo por causa da excessiva prática e deseja abandoná-la, como também as inúmeras lesões decorridas pelo fato do exagero nas atividades.

Ocorre iniciação esportiva quando a criança começa a prática de esportes em um determinado período e aprende de forma específica e planejada, respeitando assim cada etapa de seu desenvolvimento e suas características (RAMOS e NEVES, 2008).

Na verdade, quais são os verdadeiros interesses dos profissionais que trabalham com crianças? Venditti e Souza (2008), Santana (2001) chamam atenção dessas pessoas que têm contribuído de forma negativa no âmbito esportivo. Estão esquecendo de observar a criança num todo, que se diverte, com características próprias, de ver o esporte não só como competitivo, mas vê-lo como algo transformador na vida da criança.

Professores precisam ser construtores e facilitadores na aprendizagem, refletir sobre quais são seus verdadeiros objetivos no ensino ao aluno, e analisar sua contribuição no desenvolvimento dos discentes.

Prof. Ms. Thiago Azevedo da Silva (FASAP)