ACONTECE NA FASAP

Autismo e a Escola

Outro assunto relevante na área da Educação Física é sobre Autismo e Escola, este tema foi desenvolvido pelo prof. Douglas Dopp e seus alunos Pedro Rohen, Patrick Righi, Paulo Vitor Duque, Jayla Martins, Elimara Barcelos, Rafael Araújo, José Ricardo Chacour e Erica Derossi, do 5º período de Educação Física – FASAP.

Autismo e a Escola

A inclusão é um processo bilateral onde os excluídos e a sociedade buscam uma igualdade de oportunidades, segundo Sassaki (2001). Já Glat (1991) diz “a integração é um processo espontâneo e subjetivo, que envolve direta e pessoalmente o relacionamento entre os seres Humanos.”

O autismo se caracteriza pela presença de um desenvolvimento acentuadamente atípico na interação social e comunicação, assim como pelo repertório marcadamente restrito de atividades e interesses. Estas características podem levar a um isolamento continuo da criança e sua família.Estudos epidemiológicos apresentam uma prevalência de aproximadamente 1 em cada 200 indivíduos (Klin,2006), sendo esta quatro vezes maior em meninos do que em meninas. No Brasil, embora não existam dados epidemiológicos estatísticos, é estimado pela Associação Brasileira de Autismo que aproximadamente 600 mil pessoas apresentam essa síndrome (Bosa & Callias, 2000).

Nunes et al. (1998) citam, que a percepção e as atitudes de pais e profissionais em relação à criança deficiente influenciam no seu desenvolvimento e integração social. Destacam que há grande importância em ouvir aqueles que lidam diretamente com os portadores de necessidades especiais – familiares e profissionais. Ainda Jordan (2005) aponta a necessidade de orientação aos professores para que possam identificar corretamente as necessidades de seus alunos com autismo.

O aluno autista pode e deve ser incluído nas aulas normais, realizando atividades junto de seus colegas, e os colegas juntos dele, pois aprimora também o conhecimento e a convivência com a diferença.