OBJETIVOS ESPECÍFICOS

O processo de avaliação acadêmica tem por objetivo fundamental a construção de uma autoconsciência institucional e de uma identidade explícita.

Para isso, deverá:

I – Contribuir para instaurar um processo participativo de reflexão e debate, que conduza ao delineamento de um projeto de faculdade;

II – Fornecer subsídios para a tomada de decisões que favoreçam a implementação do projeto pedagógico institucional;

III – Considerar a produção da faculdade em suas funções básicas (ensino, cultura, pesquisa e extensão), bem como as condições infra-estruturais de que depende a realização dessas funções, ou seja:

A) Os processos que levam à criação, preservação, organização e transmissão do saber e da cultura, através do ensino e da pesquisa;

B) Processo de formação de recursos humanos para o exercício das atividades para as quais são oferecidas habilitações e outorgados diplomas, bem como os recursos humanos preparados em seus diferentes cursos, considerando simultaneamente os fatores intervenientes, os processos, os resultados e os impactos;

C) As necessidades da comunicação entre universidade e sociedade associadamente às atividades acadêmicas que permitem contribuir com a prestação, principalmente, de serviços de ensino e cultura à comunidade;

D) O desempenho do pessoal técnico-científico, quer individualmente, quer coletivamente, no contexto de coordenadorias ou núcleos, demais órgãos;

E) Analisar as condições de trabalho do pessoal docente e dos administradores (diretores, coordenadores do curso e responsáveis por unidades do Colegiado do Curso).

Para atingir seus objetivos fundamentais, o processo avaliatório deverá ser operacionalizado em caráter permanente através de comissão especial, nomeada pela instituição, representada pelo corpo docente, funcionários, discente e pela sociedade.